terça-feira, 27 de outubro de 2009

Suzuki Boulevard M800

Axl Vs. Slash (Celebrety Dethmatch)

Valente - O Cão Farejador!

Em um avião, um homem está sentado na janela quando chega outro homem e senta na poltrona do corredor e acomoda um lindo labrador preto na poltrona do meio.
O cara, que está sentado do lado da janela, olha para o cachorro com certo receio e pergunta:
- Porque permitiram ao senhor embarcar com esse cachorro?
O dono do cachorro explicou que era agente do esquadrão de combate às drogas e que o cachorro era o melhor farejador da equipe, que o nome do animal era Valente e que, se ele tivesse interesse, quando o avião decolasse, ele mostraria as habilidades do animal colocando-o para trabalhar em pleno vôo.
Quando o avião decolou, o agente falou:
- Veja isso! - E ordenou para Valente: "Busca"!
Valente pulou da poltrona, andou pelo corredor e finalmente sentou determinado ao lado de uma mulher por alguns instantes. Em seguida voltou para o seu assento e colocou uma pata no braço do agente.
O agente falou:
- Bom menino! Virou para o outro passageiro e falou: A mulher está carregando maconha, vou anotar o assento dela e as autoridades irão prendê-la quando aterrissarmos. Ele não é maravilhoso? Mas ainda não acabou... Busca!
Valente saiu novamente pelo corredor e sentou ao lado de um homem durante alguns segundos. Retornou ao seu assento e colocou duas patas no braço do agente.
O agente falou:
- Aquele homem está de posse de cocaína, vou anotar seu assento e comunicarei às autoridades para as devidas providências.
O cara da janela estava maravilhado com o cachorro e o agente mais uma vez ordenou Valente que fizesse nova busca.
Valente saiu pelo corredor, sentou por alguns instantes e voltou correndo para sua poltrona. Deu um uivo agudo e começou a cagar em todo o assento.
O cara da janela estava realmente espantado com o comportamento do animal e ficou sem entender como e por que um animal tão bem treinado estava se comportando daquela maneira. Perguntou ao agente:
- O que está acontecendo com ele?
E o agente sem conseguir disfarçar o nervosismo respondeu:
- Ele acabou de encontrar uma bomba...

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

A diferença entre "Tu e Você"‏

Você sabe a diferença entre TU e VOCÊ????

O Presidente de um Banco estava preocupado com um jovem e brilhante diretor que, depois de ter trabalhado durante algum tempo com ele, sem parar nem para almoçar, começou a ausentar-se ao meio-dia.
Então o Presidente chamou um detetive e disse-lhe:
- Siga o Diretor Lopes por uma semana durante o horário do almoço.
O detetive, após cumprir o que havia lhe sido pedido, voltou e informou:
- O Diretor Lopes sai normalmente ao meio-dia, pega o seu carro, vai à sua casa almoçar, faz amor com a sua mulher, fuma um dos seus excelentes charutos cubanos e regressa ao trabalho.
Responde o Presidente:
- Ah, bom, antes assim. Não há nada de mal nisso.
Logo em seguida o detetive pergunta:
- Desculpe. Posso tratá-lo por tu?
- Sim, claro! - respondeu o Presidente surpreendido!
- Bom, então vou repetir:
- O diretor Lopes sai normalmente ao meio-dia, pega o teu carro, vai à tua casa almoçar, faz amor com a tua mulher, fuma um dos teus excelentes charutos cubanos e regressa ao trabalho...
Entendeu agora?
A Língua Portuguesa é mesmo fascinante !!!!!

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

País terá padrão único de plugues e tomadas

Os plugues e tomadas encontrados no mercado brasileiro estão com os dias contados. A partir de 1º de janeiro, todos os equipamentos importados ou fabricados no país precisarão ter plugues com dois ou três pinos redondos, em concordância com um novo padrão criado pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

A mudança tem como objetivo dar mais comodidade e segurança aos usuários.


Produtos com plugues antigos já estocados poderão ser vendidos por fabricantes e importadores até 1º de outubro de 2010 e por atacadistas e varejistas até 1º de julho de 2011. Quem desrespeitar os prazos estará sujeito a multa, apreensão de produtos e interdição.

Segundo o Inmetro, que tornou obrigatória a adoção do novo padrão, há hoje no país 12 tipos de plugue e oito de tomada. A adaptação começou com as tomadas e com os plugues não incorporados a aparelhos, vendidos de forma isolada.

Desde janeiro deste ano, esses produtos já são fabricados e importados dentro das novas regras. Em breve, também serão os únicos encontrados nas lojas --o prazo para atacadistas e varejistas se desfazerem dos antigos é janeiro de 2011.

Segundo o Inmetro, o novo padrão é único. O que caracteriza os novos plugues é o fato de terem só pinos redondos --dois ou três, dependendo do aparelho. O terceiro pino age como fio terra e é usado em equipamentos que apresentem risco de descarga de corrente elétrica excedente, como geladeiras.

Já as novas tomadas têm seus três orifícios, todos redondos, situados numa cavidade que evita contato com o pino na hora em que ele é energizado.

Segundo Alfredo Lobo, do Inmetro, cerca de 80% dos equipamentos no Brasil são compatíveis com as novas tomadas. Os outros 20% teriam que ter seus plugues trocados. Outra opção é usar adaptador.

sábado, 17 de outubro de 2009

Top 8 – Os casos de doping mais inusitados do esporte

O zagueiro italiano Fabio Cannavaro, capitão da Juventus e da seleção italiana, foi flagrado em exame antidoping por ter sido encontrada em sua urina uma substância proibida que faz parte da composição de um remédio utilizado no local em que foi ferido por uma picada de inseto. Confira quais os casos mais inusitados de esportistas que foram flagrados em exame antidoping:

1. Fabio Cannavaro
O capitão da seleção italiana de futebol na conquista da Copa do Mundo de 2006 teve exame antidoping com resultado positivo divulgado nesta quinta-feira após terem sido encontrados traços de cortisona em sua urina. De acordo com o jogador, a substância fazia parte da composição de um antialérgico que ele utilizou após sofrer uma picada de abelha.


2. Richard Gasquet
O tenista francês Richard Gasquet foi suspenso por dois meses em julho deste ano após um exame antidoping encontrar traços de cocaína em sua urina. O tenista alegou que não consumiu a droga, que teria entrado em seu organismo devido a um beijo que deu em uma garota durante uma festa em Miami, nos Estados Unidos, e acabou absolvido pela Federação Internacional de Tênis.


3. Maurren Maggi
A atleta do salto em distância foi suspensa e ficou fora dos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo-2003 após ter sido constatada a presença da substância clostebol em exame antidoping. Maurren Maggi alegou que utilizou na pomada cicatrizante Novaderm, aplicada após uma sessão de depilação definitiva, mas não foi absolvida e teve de cumprir a punição.


4. Zetti
Na época em que jogava pelo São Paulo, o goleiro Zetti teve exame antidoping com resultado positivo para cocaína quando estava com a seleção brasileira durante as eliminatórias para a Copa do Mundo de 1994. Ele alegou que a substância proibida foi encontrada porque havia bebido chá de coca na Bolívia e ficou livre de suspensão ao convencer as autoridades.


5. Marcelo Melo
Às vésperas de integrar a equipe brasileira da Copa Davis para enfrentar a Áustria, em 2007, o tenista brasileiro Marcelo Melo foi flagrado em exame antidoping que deu positivo para o uso da substância isometepteno. O jogador alegou ter tomado um remédio para dor de cabeça que continha a substância e teve suspensão reduzida pela Federação Internacional de Tênis.


6. Rubens
O lateral-esquerdo foi flagrado em exame antidoping em 2001, quando jogava pelo Palmeiras. O jogador testou positivo para a substância proibida clostebol, presente na pomada Trofordemin, que a esposa de Rubens havia usado antes de uma relação sexual, segundo a defesa apresentada por seu advogado. O mesmo ocorreu com o volante Roberto Brum, quando atuava pelo Fluminense.


7. Jaqueline
A ponteiro da seleção brasileira testou positivo para a substância sibutramina em exame antidoping realizado quando jogava no Campeonato Italiano de vôlei e não pode disputar os Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, em 2007. A jogadora alegou que havia consumido um chá verde para combater celulite que continha a substância proibida, mas não conseguiu a absolvição.


8. Romário
O atacante foi flagrado em exame antidoping realizado durante o Campeonato Brasileiro de 2007 com resultado positivo para o uso de finasterida, substância proibida encontrada em um tônico capilar, que o jogador utilizou para combater a calvície. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) absolveu Romário. Outro atleta flagrado pelo uso do tônico foi Marcão, defensor do Palmeiras.

Mascote Rio 2016


sexta-feira, 16 de outubro de 2009

4x4 - Off road Nissan Trials Funatthe Stairs

Tyson e Holyfield se encontrarão novamente, no programa de Oprah

Menos de uma semana depois de dar uma entrevista cheia de emoção para apresentadora norte-americana Oprah Winfrey, Mike Tyson vai voltar ao programa, uma das maiores audiências dos Estados Unidos. O detalhe é que ele terá um encontro com ninguém menos que o compatriota Evander Holyfield.

Os pugilistas ficaram famosos pelos encontros nos ringues, mas principalmente pelo comportamento de Tyson. Ele mordeu a orelha de Holyfield durante uma das duas lutas entre eles.

A Harpo Productions, responsável pelo programa, anunciou nesta sexta-feira que Tyson e Holyfield figurarão ao vivo sexta-feira, no "The Oprah Winfrey Show". Será a primeira vez desde o incidente em 1997 que eles falarão sobre os duelos polêmicos frente a frente.

O primeiro combate entre eles aconteceu em novembro de 1996. Em Las Vegas, Holyfield foi superar ao ex-campeão do mundo e venceu por nocaute no 11º assalto. A revanche, em junho de 1997, teve um Tyson descontrolado no ringue. O norte-americano mordeu a orelha do adversário, reclamando ter levado uma cabeçada, e foi desqualificado.

Mulheres chefiam mais de um terço das famílias brasileiras, mostra pesquisa

O aumento da presença feminina no mercado de trabalho impulsionou as mulheres à chefia de mais de um terço das famílias brasileiras até 2008, indicou um estudo divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (9). De acordo com a Síntese de Indicadores Sociais (SIS), esse número subiu de 25,9% há 11 anos para 34,9% no ano passado.

Mesmo quando há um homem presente, 9,1% das mulheres são consideradas a pessoa de referência da casa, contra 2,4% delas em 2008, apontou o levantamento feito com base em informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad). Os dados levam em consideração apenas a opinião dos próprios membros da família.

"Esses dados podem estar revelando aspectos importantes para a análise das transformações que vêm ocorrendo de forma substancial no contexto das relações familiares e de gênero, na maioria das sociedades atuais", diz o texto divulgado pelo IBGE.

"Entretanto, é necessário investigar os motivos pelos quais a escolha da pessoa de referência é feita, para se obter subsídios e compreender melhor o significado dos papéis exercidos pelos membros que compõem as famílias no Brasil." A situação financeira, indica a pesquisa, é determinante compreender isso, aponta o instituto.

Ainda donas de casa
A participação das mulheres no mercado de trabalho brasileiro saltou de 42 para 47,2% entre 1998 e 2008 - que não significa, entretanto, que elas tenham se livrado das tarefas domésticas.

Entre as que têm emprego, 87,9% cuidam dos afazeres do lar, enquanto entre os homens esse número chega a 46,1%. O número médio de horas semanais dedicado a tarefas domésticas pelas mulheres é de 20,9. Para os homens, 9,2 horas.

As mulheres também levam vantagem na escolaridade média - o que influencia na entrada mais tardia delas no mercado de trabalho e, por consequência, tem peso sobre o número feminino na condição de chefe de família.

Em 2008, em áreas urbanas, a média das mulheres foi de 9,2 anos de estudos, contra 8,2 anos para os homens. No campo, elas somam 5,2 anos de escola na média, contra 4,4 anos deles.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Elvis Presley - 30#1 Hits (2002)


Excelente coletânea com os grandes sucessos de Elvis Presley. Foram selecionadas exclusivamente as músicas que foram número 1 nas paradas dos Estados Unidos e da Inglaterra. Compreendem o período de 1956 até 1977.
Esse disco se tornou um dos mais vendidos no mundo no ano de 2002 e também um dos mais vendidos de Elvis em toda história.
Trilhando o mesmo caminho, o remis de "A Little Less Conversation" virou um grande hit no mesmo ano (2002), sendo primeiro lugar em vários países. A música foi gravada em 1968 e não figurou nas paradas da época, com exceção de Cingapura onde foi a número 1 daquele ano.
Esse remix foi produzido pelo DJ holandês Junkie XL.
Excelente álbum para incrementar a sua discoteca!

Sim, nós podemos

por Luíz Nassif - último segundo

Estava almoçando com um amigo banqueiro quando veio a notícia de que o Rio de Janeiro havia sido escolhido cidade-sede das próximas Olimpíadas. Mandou abrir um vinho em comemoração. De manhã, um funcionário dele, em Copenhagem, mandou email informando que na cidade só se falava em Lula, uma euforia completa apenas pela presença de Lula por lá.

No restaurante, as mesas comemoraram pedindo vinhos e champagnes. Nas ruas, uma população orgulhosa do feito brasileiro. No Blog, centenas de comentários de leitores orgulhosos de serem brasileiros, finalmente orgulhosos de serem brasileiros, repito.

Chego no escritório, ligo a Internet e procuro o vídeo com o discurso de Lula, defendendo a candidatura do Rio e, depois, com Lula com os olhos marejados falando de sua maior especialidade: o modo de ser brasileiro. Tecendo loas ao Brasil, ao Rio, à ginga, à alma brasileira.

E me espanto de como é possível que parte da opinião pública ainda não tenha se dado conta da dimensão política global de Lula. Ele se tornou um dos governantes paradigmáticos do maior processo de transformações que a humanidade atravessa desde o pós-guerra.

***

A população pobre, que era custo, hoje se tornou o grande ativo dos emergentes China, Índia e Brasil. Lula representa não apenas a história de sucesso do operário que chegou a presidente. O polonês Lech Walesa também teve esse papel e não passou de mera curiosidade histórica. Já Lula tem desempenhado um papel civilizatório inimaginável.

Assumiu um país exaurido pela insensibilidade social, liderando um continente propenso a exageros populistas históricos, como contraposição aos exageros liberais. Globalmente, o fracasso das políticas neoliberais projetou uma sombra de xenofobia, intolerância e radicalização sobre todos os continentes.

Foi nesse ambiente propício à radicalização que Lula projetou sua imagem de pacificador, de agente do processo civilizatório mundial.

Com a mesma bonomia com que trata seus adversários políticos no Brasil, ou como tratava os peões de fábrica no ABC, ajudou a criar uma alternativa democrática no continente, orientando Evo Morales, contendo os arroubos de Hugo Chávez, tornando-se a esperança do Ocidente de manter uma porta aberta com o Irã.

Quando leva Obama para uma sala para explicar, em um bate-papo, como agir no caso do Irã, o severino retirante se despe de toda liturgia do cargo, dos tremeliques da diplomacia, usa a linguagem tosca e direta com que as pessoas normais se comunicam e ajuda a desenhar a nova diplomacia mundial. E com a cara do Brasil, a afetividade do Brasil, alisando as pessoas, tratando-as com o carinho brasileiro.

Na coletiva que deu após a escolha do Rio, a profissão de fé no Brasil entrará para a história. O orgulho de ser brasileiro, o “sim, nós podemos” entra definitivamente para o repertório brasileiro do século 21, do mesmo modo que JK empurrou o país com seu otimismo e sua genuína crença no valor do brasileiro.

Daqui a vinte anos, quando o país estiver definitivamente entronizado no panteão dos grandes países do mundo, será mais fácil avaliar a verdadeira dimensão de Lula, como o grande timoneiro dessa travessia.

O avanço dos vinhos brasileiros

por Luís Nassif - último segundo

Creio ter sido dos primeiros a escrever sobre o renascimento da indústria gaúcha do vinho. Nenhum mérito gastronômico de minha parte. Apenas fui almoçar com Bernard Mencier, presidente do banco francês CCF e filho de vinhateiros, que me contou sobre o fenômeno.

Foi até Bento Gonçalves com a diretoria do banco, visitaram umas dez adegas e pelo menos cinco tinham padrão internacional. Entre elas, Miolo, Casa Valduga e outras.

Escrevi sobre o tema, deu uma repercussão danada. Cheguei a ser convidado para jurado em um concurso de vinhos em Bento Gonçalves – convite que declinei informando que eu conhecia o Mencier, mas o Mencier era quem conhecia vinhos.

Tempos depois, fui palestrar por lá e aproveitei para conhecer a Miolo. A família plantava uvas. Decidiu produzir vinhos. Os filhos foram enviados para Mendoza, onde aprenderam técnicas de produção, marketing, a caprichar nas embalagens. Depois, a Embrapa ajudou no aprimoramento das modalidades de uva. Mas era uma fabriqueta simples, quase artesanal.

Tempos depois, a Miolo adquiriu terras no Vale do São Francisco e ampliou a produção. A qualidade caiu, mas a produção aumentou. Hoje, notícia nos jornais de que a família Miolo acabou de adquirir a francesa Almaden.

É o país desabrochando.

Assembleia do Rio aprova projeto que define funk como movimento cultural


A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou nesta terça-feira (1º) dois projetos de lei a favor do funk. O primeiro deles define o estilo musical como movimento cultural de caráter popular, e o segundo revoga a lei que cria regras para a realização de festas rave e bailes funk no Estado. Os projetos seguem agora para a sanção do governador Sérgio Cabral, que terá 15 dias úteis para sancioná-las.

A primeira proposta assegura a realização de manifestações relacionadas ao estilo musical, além de determinar que os assuntos relativos ao funk sejam da competência de secretarias ou outros órgãos ligados à cultura. O texto proíbe ainda qualquer tipo de discriminação e preconceito contra o movimento.

Já o segundo, na prática, vai impedir que a polícia feche bailes funks nas comunidades cariocas. O projeto revoga a lei estadual 5.265, de autoria do ex-deputado e ex-chefe de polícia Álvaro Lins, que exigia dos bailes autorização com 30 dias de antecedência, comprovante de tratamento acústico, banheiro para cada 50 pessoas e câmeras no local, entre outras regras.

O deputado Marcelo Freixo (PSOL) assina os dois projetos: o primeiro em parceria com Wagner Montes (PDT) e o segundo com o deputado Paulo Melo (PMDB). "Os projetos foram escritos pelo movimento, o mérito é deles, que percorreram gabinetes e possibilitaram esta votação histórica onde corrigimos uma injustiça", discursou Freixo na assembleia. "A partir de hoje, o poder público tem um excelente instrumento para dialogar com a sociedade, com setores que promovem alegria, que são absolutamente criativos e têm uma identidade real com a juventude do Rio de Janeiro", completou.

Presentes ao evento, artistas apoiaram os projetos. Segundo nota divulgada pela Alerj, o sambista Neguinho da Beija-Flor disse que "o sucesso incomoda" e lembrou que o samba foi alvo da mesma discriminação no passado "e hoje é tido como o maior espetáculo da Terra".

Já o artista DJ Marlboro afirmou que a lei revogada reforçava a ilegalidade. "Ela fez com que muitos clubes passassem a promover bailes na clandestinidade, por não terem como adotar as medidas exigidas. Não queremos isso, queremos a legalidade justa, igualitária para todo tipo de evento", afirmou.

Funk na escola
Antes dos projetos serem aprovados, a secretária estadual de Educação, Tereza Porto, afirmou que o governo pretende dar ao funk caráter pedagógico e, com isso, levá-lo para as escolas estaduais.

"Através do funk, vamos estar mais próximos dos nossos alunos. As letras podem ser usadas de forma positiva, abordando temas importantes", disse Tereza.

Já o deputado federal Chico Alencar (PSOL-RJ) pretende levar à Câmara dos Deputados um projeto para definir o funk como manifestação cultural. "É preciso reconhecer que ali há uma manifestação cultural que, crescentemente, envolve milhões de jovens no Brasil inteiro", disse o deputado.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Rio 2016 - Olympic Games - Master Plan

Vídeo oficial de apresentação do Rio 2016

MEC poderia comprar mais de 6 milhões de livros didáticos com prejuízo do Enem 2009

Com o prejuízo provocado pelo vazamento da prova do Enem 2009, o MEC (Ministério da Educação) poderia adquirir mais de 6 milhões de livros didáticos pelo Programa Nacional do Livro Didático. Os custos de impressão dos mais de 4 milhões de jogos de provas - que serão descartados depois que a fraude foi descoberta - foram estimados em R$ 30 milhões pelo ministro da Educação, Fernando Haddad, nesta quinta-feira (1º).
A prova, que seria aplicada no próximo final de semana para mais de 4,1 milhões de candidatos, foi suspensa na madrugada desta quinta, após o MEC ter tomado conhecimento da quebra de sigilo do exame.
De acordo com Haddad, a pasta ainda não sabe se o prejuízo será arcado pelo governo ou pelo consórcio que opera a aplicação. "Nós estamos neste momento cuidando de duas questões: da realização do Enem e da apuração da responsabilidade. A partir da tarde, vamos nos debruçar sobre questões jurídicas", afirmou.

Veja em que itens da educação essa verba poderia ser investida:

6 milhões de livros didáticos
Com os R$ 30 milhões referentes aos custos de impressão do Enem, seria possível comprar mais de 6 milhões de livros didáticos.
O custo médio por exemplar é de R$ 4,87 no Programa Nacional do Livro Didático do MEC. Esse foi o valor negociado pelo programa para os títulos do ensino fundamental de 2010. A União vai pagar R$ 504.994.676,54 por 103.581.176 livros adquiridos.

Manutenção de 19 mil alunos do ensino médio por um ano
Os custos de R$ 30 milhões referentes à impressão da prova do Enem 2009 seriam suficientes para manter 19.083 alunos do ensino médio por aproximadamente um ano.
Segundo os dados mais recentes do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira), de 2007, o custo anual estimado por um aluno do ensino médio é de R$ 1.572. Esta estimativa refere-se aos gastos consolidados do Governo Federal, dos Estados e do Distrito Federal e dos municípios.
Se o cálculo for feito baseado em um estudante da educação terciária - graduação e pós-graduação - cujo custo é de R$ 12.322, seria possível manter 2.434 alunos por um ano com os tais R$ 30 milhões.

205 ônibus de transporte escolar
Esse montante também seria possível adquirir 205 veículos para levar e trazer estudantes. A estimativa foi feita com base nos valores do programa Ônibus Escolar, lançado pelo governo do Estado de São Paulo na terça-feira (29).
Foram gastos mais de R$ 94 milhões na aquisição de 645 ônibus (custo unitário de aproximadamente R$ 145.736) que serão cedidos em regime de comodato para auxílio no transporte de alunos das redes estadual e municipal de ensino.

7 milhões de meias-entradas de cinema
Segundo a Ancine (Agência Nacional de Cinema), o preço médio do ingresso de cinema no primeiro semestre de 2009 ficou em R$ 8,56, consequentemente, a meia-entrada para estudantes ficou em torno de R$ 4,28.
Com R$ 30 milhões seria possível comprar mais de 7 milhões de meias-entradas para o cinema a estudantes brasileiros.